Aluguel

O QUE O PROPRIETÁRIO DEVE SABER ANTES DE ALUGAR

Dicas sobre como conservar bem o imóvel e fixar um preço justo facilitam a realização de um negócio.

Num mercado competitivo como o de locação, ganha pontos quem alia preço justo e qualidade. Para compensar a falta de experiência na área e aumentar a chance de fazer um bom negócio, quem pretende oferecer uma casa  ou um apartamento para aluguel deve providenciar uma  boa avaliação do imóvel , para fixar um preço compatível com a realidade. Contratar uma empresa conceituada para administrar a locação e cuidar da conservação do bem são outros pontos que merecem toda atenção do proprietário.

Na quantidade de ofertas para locação, são diferenciais, justamente, a qualidade do imóvel e seu bom estado de conservação.

No caso do proprietário não ter recursos para fazer pequenas reformas, pode propor um desconto no aluguel por um período determinado, para  que o inquilino providencie a execução das obras. Quando o dono da obra toma a iniciativa é melhor, pois dá ao locatário a sensação de uso imediato.

Há pesquisas , que um imóvel  em boas condições consegue um valor de aluguel, em média , de 15% a 20% superior aos dos que não estão bem cuidados.

Definir o valor do aluguel é outro passo para concretizar a transação. Uma forma de chegar ao preço é pesquisar o cobrado por imóveis similares.. O proprietário não deve levar em consideração, porém, o valor pedido para os imóveis que estão há muito tempo para alugar, isso porque , muitas vezes,  a dificuldade para encontrar um inquilino é justamente o preço, que não corresponde à realidade.

É muito comum o proprietário de iludir com uma avaliação alta, quando solicita o trabalho de uma empresa. Nem sempre o melhor valor é o de mercado, por isso o laçador  deve estar atento  e evitar que seu imóvel fique muito tempo fechado por um erro de avaliação. Nestes casos o prejuízo é grande, já que a pessoa continua pagando impostos e taxas de condomínio, quando se trata de apartamento.

Um imóvel com preço correto não costuma ficar mais de 60 dias sem ser alugado.

Contratar imobiliária ou um corretor para fazer a avaliação também é uma alternativa para definir o valor do aluguel. É importante que o dono do imóvel escolha uma empresa conhecida ou que tenha sido indicada por alguém de confiança.

Negociação - Definido o valor, é hora de iniciar o processo de locação. Os profissionais do mercado sugerem que o locador dê o imóvel apenas para uma imobiliária negociar. Na verdade, uma resolução do Conselho Federal dos corretores de imóveis , exige que as empresas tenham exclusividade para vender ou alugar um bem. Na prática, porém, a exclusividade é pouco utilizada.

De qualquer forma , é desaconselhável negociar com várias imobiliárias ao mesmo tempo, pois aquele “festival ” de placas anunciando a mesma casa ou apartamento sugere a existência de problemas, que impedem o fechamento do contrato. As administradoras acabam se dedicando mais aos imóveis sobre os quais têm exclusividade. “O corretor tem certeza que, ao trabalhar pela locação, não corre o risco de, no momento final, outro fechar o negócio e receber a comissão”.

Principais dicas para quem vai oferecer um imóvel residencial para locação:

  • Colocar o imóvel em boas condições de uso para o inquilino. Se necessário, providenciar pintura e pequenas reformas na parte elétrica e hidráulica;
  • Definir por quanto pretende alugar o bem. É possível chegar ao valor pesquisando o preço de outros imóveis com as mesmas características e em pesquisando o preço de outros imóveis  com as mesmas características e em regiões próximas. As casas e apartamentos oferecidos há muito tempo não devem servir de parâmetro, pois um dos princípios motivos para a demora  o preço em desacordo com a realidade do imóvel.
  • Pedir a um corretor (imobiliária) de confiança , ou indicado por alguém que já tenha utilizado seus serviços, para fazer uma avaliação, se quiser ter mais garantia. Escolher um profissional ou empresa  que conheça bem a região onde o imóvel está instalado;
  • Fazer um contrato de prestação de serviços com a administradora, no caso de optar por trabalhar com uma empresa.  O contrato tem de estar especificado se a empresa vai apenas alugar o imóvel ou  se vai administrar a locação também. Além disso, o documento tem de definir os direitos e deveres das duas partes;
  • Selecionar bem o inquilino que vai ocupar o imóvel é importante para garantir que o locador vai receber o aluguel. Essa tarefa é da administradora quando contratada;
  • Providenciar um contrato de locação que dê garantias ao proprietário e segurança ao inquilino. Esse cuidado garante o bom relacionamento entre as partes durante a locação.
Compartilhe
[Facebook] [LinkedIn] [Twitter] [Windows Live] [Yahoo!] [Email]