Segurança do Trabalhador e Meio Ambiente

É impossível falar de construção sem se preocupar com a segurança de todos os envolvidos, direta ou indiretamente a ela, sejam os trabalhadores, os vizinhos e transeuntes.

A legislação trabalhista obriga a utilização de equipamentos de segurança em determinadas profissões, principalmente nesta área, e o não uso por parte dos funcionários caracteriza falta grave do empregador, que pode ser punido legalmente. É de responsabilidade do proprietário e do contratado para execução dos serviços  da obra zelar pela segurança da equipe.

Por se tratar de uma construção simples, não é necessária muita variedade de equipamentos, mas é preciso que cada trabalhador possua o seu, os chamados EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). Recomenda-se para uso geral o capacete, óculos de proteção, protetor facial, luvas, botas, protetor respiratório, protetor auricular e uniformes  apropriados.

Mais importante que fornecer estes itens é exigir que os operários usem durante a os trabalhos.

Com relação ao meio ambiente, temos a destacar que além de já existirem leis municipais, através de suas secretarias de Meio Ambiente, para controle de dejetos das obras que são jogados na rede coletiva, bem como, materiais ecologicamente corretos.

Destacamos aqui a preocupação com relação ao desperdício o qual tratamos com maior abrangência em “Dicas e Downloads” – Desperdício, que acabam agredindo a natureza, como por exemplo, um saco de cimento que acaba endurecendo e perdendo suas propriedades e depois jogados para que a natureza cuide do restante.

Vai aí a reflexão:

Uma coisa é certa, errar na construção, dói no seu bolso e na natureza, desperdício de material vira lixo de obra e a natureza coitada é quem paga a conta…”

Pense nisso!

Voltar

Compartilhe
[Facebook] [LinkedIn] [Twitter] [Windows Live] [Yahoo!] [Email]